Zumbilândia: Atire Duas Vezes – Eles sobreviveram!

Dez anos depois de Zumbilândia se transformar em um hit cult, o elenco original (Woody Harrelson, Jesse Eisenberg, Abigail Breslin e Emma Stone) se reúne ao diretor Ruben Fleischer (Venom) e roteiristas Rhett Reese e Paul Wernick (Deadpool) para Zumbilândia: Atire duas vezes.

Na sequência, esses quatro caçadores devem seguir através do hilário caos que se espalhou desde a Casa Branca até o coração do país, para novamente combater os novos tipos de zumbis que evoluíram desde o primeiro filme; e também lidar com alguns sobreviventes humanos. Mas, acima de tudo, eles devem lidar com os problemas de relacionamento que surgem em seu sarcástico e improvisado núcleo familiar.

Zumbilândia: Atire Duas Vezes

Ninguém pode negar que estamos vivendo um momento no audiovisual mundial de muitos remakes, revivals, versões, adaptações e sequências. Mas o diretor de Zumbilândia tem uma boa justificativa para a realização desse projeto em particular.

Zumbilândia: Atire Duas Vezes
Os protagonistas queridos

O filme de 2009 foi o seu primeiro longa. Rapidamente, a obra conquistou fãs e criou status de filme cult, que culminou até em um novo gênero: a zomedy (comedy with zombies). Para o diretor, era imprescindível que o elenco do filme original topasse uma sequência. E para realizá-la, ele queria um roteiro que valesse a pena.

“O sentimento entre todos era que o primeiro filme era tão amado que só deveríamos partir para um segundo se tivéssemos algo que fosse, no mínimo, tão bom quanto o original, senão melhor.” Palavras de Ruben Fleischer.

A sequência

O primeiro filme se concentrava nos quatro protagonistas solitários numa viagem pelo apocalipse zumbi. Dessa forma, eles acabaram formando uma família improvisada. Já na sequência, o foco é manter essa família unida. Assim como no primeiro, os roteiristas nos dão um mundo que engloba tudo, do pavor ao riso.

Tallahassee encontra Nevada

Sendo assim, dez anos depois do primeiro longa, temos uma Little Rock com mais de 20 anos, com vontades e desejos próprios. Então ela acaba sendo o mote principal da trama, quando resolve fugir com um hippie pela estrada afora. Sua irmã Wichita e o namorado Columbus também tem seus problemas “conjugais”. Já Tallahassee, mesmo escondendo com seu jeito durão, também tem lá seus sentimentos.

Pensando dessa forma, os protagonistas são realmente uma família em conflito. Essa história poderia se passar em qualquer família, certo? Mas neste caso, estamos em Zumbilândia e a sobrevivência é um pouco mais caótica do que num mundo normal.

Regra #2: Atire duas vezes

Além de ter que sobreviver, procurar por Little Rock e enfrentar zumbis, algumas das antigas regras já não valem mais, pois os zumbis evoluíram e estão mais fortes do que nunca. Assim, nossos amigos precisam aprender como lidar com essa nova raça de zumbis enquanto também precisam evoluir como pessoas.

Madison é a personagem mais irritante

As regras de Columbus, uma das marcas do filme original, voltam com tudo na sequência, inclusive com seus letreiros muito bem traduzidos na tela. Para atrapalhar ainda mais a jornada, é acrescentada a personagem Madison, uma moça muito irritante e fútil que usa tudo cor-de-rosa. A patricinha, interpretada por Zoey Deutch, por mim poderia nem existir, mas certamente seu comportamento arranca risadas da plateia.

Ao contrário de Madison, outra inclusão no time é a de Nevada (Rosario Dawson), essa sim, uma mulher de atitude, coragem, nada cor de rosa e fã de Elvis. Ou seja, um par perfeito para Tallahassee. Além disso, ela tem papel fundamental na trama. Claro que boa parte do que acontece nas cenas do seu hotel Hound Dog é bem dispensável, como o encontro com Albuquerque (Luke Wilson) e Flagstaff (Thomas Middleditch), mas a sequência também diverte bastante o público.

E vale a pena assistir Zumbilândia?

Se você é fã do primeiro Zumbilândia, sim vale muito assistir sua sequência. Os atores são ótimos, a trama é ok, as piadas são divertidas e você vai sair feliz do cinema. Mas, se por outro lado, você nem curtiu o primeiro filme, talvez esse seja uma bela perda de tempo.

Zumbilândia 2
Flagstaff e Albuquerque são como clones de Columbus e Tallahassee

Você pode sair da sessão reclamando de falta de criatividade, afinal, as cenas com os zumbis são muito parecidas com as do primeiro filme. Inclusive a música de abertura é da mesma banda (fãs de Metallica aí?). Ou pode achar o filme todo meio besta e considerar a cena pós-crédito a sua salvação (atenção, são duas cenas!). Pense no que você mais se recorda do primeiro filme e isso estará de volta. 😉

Entretanto, claro que pode acontecer o mais improvável. Você não gostou do primeiro, mas pode gostar do segundo. Atire Duas Vezes é um filme divertido, uma obra de entretenimento com ótima trilha sonora e muito fan service. Então, que tal assistir no cinema a partir do dia 24 de outubro?

Zumbilândia: Atire Duas Vezes

Nome Original: Zombieland: Double Tap
Direção: Ruben Fleischer
Elenco: Zoey Deutch, Abigail Breslin, Emma Stone, Woody Harrelson, Jesse Eisenberg, Rosario Dawson, Bill Murray, Luke Wilson
Gênero: Ação, Comédia
Produtora: Columbia Pictures
Distribuidora: Sony Pictures
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar