Dragon Nest no Brasil, confira nossas dicas

Um RPG para quem gosta de jogar em grupo

Chegando no cenário nacional, Dragon Nest é um jogo de RPG em português com gráficos compatíveis com os computadores mais humildes e que parecem meio cartoonescos. Tipo aquela pegada do Ragnarok 2, lembra? Junto com esse visual, o jogo oferece elementos divertidos enquanto abusa de recursos tradicionais para atrair o público e fazer sucesso. Será que vai rolar?

Dragon Nest aprimorado para o Brasil, uau!
Dragon Nest aprimorado para o Brasil, uau!

Em meio a uma quantidade imensa de jogos, a z8games resolveu trazer Dragon Nest, mas nem o game nem suas propostas são novas. O jogo aposta no sistema de combate utilizando combos sequenciais; 7 classes; dungeons para grindar infinitamente; milhares de itens e missões e muita diversão. Tudo em meio aos golpes misturados dos combates em grupos que por vezes enchem a tela e quase não dá para ver nada. Parecido com aquela sensação de explodir coisas em jogos mobile que acaba somando-se a oportunidade de conseguir itens poderosíssimos.

Mecânica e Classes em Dragon Nest

O jogo oferece 7 classes: Guerreiro, Arqueiro, Feiticeira, Clérigo, Acadêmica, Kali, Ninja e a nova Lancea. Com exceção das classes já conhecidas pelos amantes do gênero, dois nomes ali podem soar estranhos: Kali, uma dançarina com leques que rasgam o ar e seus inimigos com magias poderosas (Temari para os fãs de naruto); e a Acadêmica, que faz o papel de engenheira, trazendo robôs de diversas épocas e funções para a batalha, para auxiliá-la e a seus aliados. Lancea, a última classe disponível, é, como o nome sugere, uma lanceira.

Variação interessante de classes, mas Lancea?
Variação interessante de classes, mas Lancea?

Cada classe pode escolher entre 2 evoluções e, a partir daí, transcender para duas classes avançadas. Usando a própria Lancea de exemplo, o jogador poderá se transformar em Amazona ou Cavaleira. Como Amazona ele poderá evoluir para Justiceira ou Atalanta. Como Cavaleira, para Avalanche ou Valquíria. Sacou? É aquela parada do Ragnarok de classe 1-1, 2-1 e por aí vai…

Boa jogabilidade

O jogo oferece uma mecânica de combate similar a vista em Cabal Online mas que evolui além do contador de hits e sequências. Se mistura a algumas variações interessantes que pode-se utilizar combinando os ataques do mouse com as habilidades conjuradas, em uma jogabilidade confortável, mas que não combina muito bem com a árvore de habilidades, que oferece diversas opções de jogatina. Inclusive a opção de copiar as habilidades daqueles que estão no topo do jogo. Para aqueles que não conhecem o jogo, a coisa é mais complicada. Envolve, por vezes, desperdiçar pontos em uma certa habilidade ao habilitar uma nova. Ou a necessidade de estar mudando constantemente as hotkeys.

Dragon Nest
Os números brancos pertencem ao personagem de rank Diamante e os meus pontos em azul. Assim pode-se ter uma referência de onde distribuir, mais ou menos né, porque na prática…

Em um período onde a maioria dos jogos passa a investir em um sistema seamless de Mundo Aberto, o jogo não se preocupa e levanta um sentimento de nostalgia quando oferece dungeons e portais de teletransporte para navegar entre os lugares. Uma mecânica que pode se tornar meio massiva e repetitiva, mas que pode ser bastante divertida se feita em conjunto. Descobre-se novos elementos e possibilidades enquanto sobe de níveis e habilidades, habilitando novas possibilidades e recursos para o seu personagem e seu grupo.

Sistema e Enredo

O sistema de buffs que encontramos em Diablo é oferecido nesse jogo como drop dos monstros, tornando os combates mais dinâmicos. Algumas vezes você terá mais ataque ou velocidade e outras você terá vida e armadura. Tudo isso para enfrentar horlas de monstros em dungeons e conseguir novos equipamentos.

Como assim eu não lavo as mãos? E como assim eu devo lavá-las para FALAR com você? kkkk
Como assim eu não lavo as mãos? E como assim eu devo lavá-las para FALAR com você? kkkk

Apesar de não parecer, há um certo investimento no enredo. Podemos acompanhar uma história com narração em japonês, onde durante as quests principais, o jogador irá descobrir mais sobre o que aconteceu a si e ao cenário maligno que surge em volta da Cordilheira Mana.

Várias sacadas engraçadas rolam pelo jogo Dragon Nest para quem está atento
Várias sacadas engraçadas rolam pelo jogo para quem está atento

O jogo conta com montarias e pets e ambos são extremamente divertidos, não só pelo design dos personagens mas também pelas falas que, no momento certo, vão arrancar risadas. Aliás, o jogo todo é extremamente divertido em seu primeiro contato, revelando elementos que vão conquistando o jogador nos primeiros níveis. Entretanto, há um impulso para que isso seja feito em grupo, o que pode ser frustrante em certos momentos, quando não há ninguém na área onde você está evoluindo ou quando seus amigos estão offline.

A emoção ao liberar a primeira montaria e descobrir que ela é uma..(?)
A emoção ao liberar a primeira montaria e descobrir que ela é uma..(?)

Nem tudo são pixels

Não é só isso! Às vezes você vai bugar em algum espaço no mapa ou alguns sistemas, como o de grupo, que podem ser difíceis de se gerenciar não mostrando convites ou deixando de responder a certos comandos. As missões e os mapas não oferecem grandes variações. Pela falta de público, como a maioria dos jogos, o game perde muito mostrando áreas vazias que por vezes podem desanimar os iniciantes.

Fora isso, coisas estranhas acontecem no jogo que me fazem perguntar se o foco é um público mais novo (o que gera dúvida pois o jogo tem certa complexidade) ou o público alternativo que eu ainda não sei qual é. Vou deixar uma prova, mas você deveria entrar lá para ver qual é.

A dúvida, estranho é o dev que colocou o carro ou o player que provavelmente comprou com cash?
A dúvida, estranho é o dev que colocou o carro ou o player que provavelmente comprou com cash?

Dicas para Iniciantes

Ao criar seu personagem, fique ligado nas caixas de recompensa que podem ser abertas nível a nível. Elas revelam itens temporários importantes que vão ajudá-lo no início. Além disso, o Ferreiro Borin da cidade inicial fornece itens para os níveis 5 e 10. Quando pegar esses itens, não esqueça de comprá-los e de repetir o processo para atualizar seus equipamentos nas próximas cidades.

Algumas conquistas oferecem títulos que permitem que o personagem receba atributos extras. Ainda mais ao completar um conjunto de títulos específicos. Um maior é liberado oferecendo recompensas maiores. Então não esqueça de selecionar aquele compatível com a sua estratégia.

Ao falar com os NPCs, um sistema um tanto quanto repetitivo, o jogador poderá apertar [Espaço] para avançar nos diálogos, um atalho importante para aqueles que não querem saber muito de conversa.

Algumas dungeons iniciais, que oferecem items dourados, vão oferecer um baú ao terminar a missão, além do baú de seleção que você escolhe (ouro, prata, etc). Não esqueça de abri-lo.

Não esqueça o baú no final da Dungeon, eu perdi vários no começo pois achei que só vinha o drop.
Não esqueça o baú no final da Dungeon, eu perdi vários no começo pois achei que só vinha o drop.

Fazer parte de uma guild oferece benefícios adicionais (inclusive um Buff de XP). O jogo disponibiliza o acesso a elas mesmo sem aprovação (em algumas), oferecendo a oportunidade de você fazer novos amigos e ainda ter um buffzinho extra.

Nos níveis iniciais, sempre que possível, evolua seus equipamentos até +6, pois o custo é barato e a vantagem fará com que você avance mais rapidamente.

Guarde os Fragmentos Dimensionais, pois eles serão úteis no futuro.

E você? Qual dica daria para os iniciantes em Dragon Nest?

 

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar