Matthias e Maxime – Muito drama e pouca ação

Matthias (Gabriel D’ Almeida Freitas) e Maxime (Xavier Dolan) são amigos de longa data. Durante um feriado com um grupo de amigos, os dois concordam em participar de um filme de faculdade, onde precisam se beijar. O beijo, então, causa um alvoroço e faz com que os dois amigos passem a questionar suas escolhas de vida e sua relação.

O filme já começa nos apresentando seus dois protagonistas, que são melhores amigos próximos, há um tempo. Os dois também fazem parte de um grupo de amigos que se vê com uma certa frequência. Durante um feriado, na casa de um dos amigos, os dois topam participar de um filme universitário, sem saber que precisam se beijar na cena. Quando essa informação vem à tona, automaticamente vira um problema.

Matthias e Maxime
Matthias e Maxime

É aí que começa a ficar claro qual é o fundo da relação de Matthias e Maxime. Primeiramente, o beijo em cena parece ser um problema enorme, mesmo que isso não necessariamente implique alguma relação romântica entre os dois. Depois, surge uma história de que os dois supostamente já teriam se beijado na época do colegial.

Matthias e Maxime

Os dois fazem o filme e a cena de beijo, mas a plateia não vê nada disso. Assim, eles saem daquele feriado questionando suas sexualidades e se eles se gostam como amigos ou algo mais. O tema do filme é interessante, uma vez que discute não só a sexualidade de seus personagens, como também o quanto eles se reprimem, mas infelizmente a trama se perde no caminho.

O beijo que os dois amigos trocam, faz com que eles se questionem em Matthias e Maxime
O beijo que os dois amigos trocam, faz com que eles se questionem

O filme parece se pautar em tramas quase que totalmente adolescentes. Claro que isso não é por si só um problema, mas o longa retrata personagens adultos, que tem em torno de 30 anos e é voltado para o público adulto.

A primeira questão é justamente o beijo, que abala completamente a vida dos protagonistas. A ideia é bonita, e tenta querer dizer que os dois reprimem um amor tão profundo, que só um beijo é suficiente para despertá-la, mas no fundo soa como uma questão bem adolescente.

O filme não discute os temas que ele mesmo propõe
O filme não discute os temas que ele mesmo propõe

Tema adolescente

Parece um pouco implausível que dois homens adultos que, inclusive, já se beijaram anteriormente, passariam tanto tempo remoendo um beijo que aconteceu para uma cena. Seria interessante se o longa discutisse por que os dois tem dificuldade de assumirem o que sentem um pelo outro, visto que tanto Matthias, quanto Maxime, são homens heterossexuais, que mantém relações com mulheres. Entretanto, o filme perde boa parte do tempo acompanhando a vida de cada um dos seus personagens, enquanto eles pensam sobre o beijo.

Essa ideia é reforçada pelo comportamento dos outros personagens que fazem parte do grupo de amigos que, assim como os protagonistas, são adultos, mas se comportam como adolescentes e fazem piadas saídas direto do colegial. Matthias e Maxime é um filme com personagens adultos, voltado para o público adulto, mas que gira em torno de assuntos adolescentes e isso pode se tornar tedioso com o tempo.

Talvez a ideia fosse apresentar uma sexualidade fluida, que não se define – esse é, aliás, o tema do filme que os dois topam filmar – mas isso não é exatamente mostrado. Matthias tem uma namorada por quem ele não demonstra muito interesse e Maxime aparece em uma cena convidando uma garota para sair, mas a falta de ânimo dos dois personagens faz o telespectador ter certeza de que eles se interessam um pelo outro e não por nenhuma outra pessoa. No fim, toda a trama parece um drama quase que sem justificativa, pautado em um problema que soa muito juvenil para dois homens adultos.

Os personagens são adultos, mas se comportam como adolescentes em Matthias et Maxime
Os personagens são adultos, mas se comportam como adolescentes

Aspectos técnicos de Matthias e Maxime

Aqui temos poucos cenários e poucos figurinos, a produção é simples, mas o roteiro é um pouco mais trabalhado. Por outro lado, o filme tem muitos personagens. O grupo de amigos é tão grande que é até difícil distinguir quem é quem e muitos personagens parecem não ter qualquer sentido ou utilidade na trama. Para além deles, o longa ainda apresenta alguns dos familiares dos amigos, o que deixa tudo ainda mais atrapalhado.

O público fica com a sensação que como o diretor já conhece aqueles personagens, não se dá ao trabalho de apresentá-los direito, mas claro que isso não funciona, afinal, não tivemos nenhuma apresentação prévia de quem são todos os amigos dos protagonistas.

Os dois amigos não conseguem lidar com os sentimentos que tem um pelo outro
Os dois amigos não conseguem lidar com os sentimentos que tem um pelo outro

Outro grande problema é que o filme não discute a fundo as questões que ele mesmo propõe. O tema é instigante e poderia trazer à tona vários questionamentos, mas tudo fica muito plano e simples. O longa tem uma aura juvenil, embora tenha uma linguagem adulta e personagens adultos, o que acaba prejudicando o resultado final.

Tempo perdido?

Xavier Dolan até se sai bem no filme, mas entrega uma atuação que é muito próxima de outros personagens que ele interpretou em outros filmes que dirigiu. A sensação que se tem quando se assiste Matthias e Maxime é que o filme tem muito drama e personagens com reações extremamente exageradas, mas que tudo isso não tem muito motivo ou justificativa.

Embora parta de uma boa ideia, Matthias e Maxime não explora todo o seu potencial. Infelizmente soa como um filme adolescente, feito para o público adulto.

Matthias e Maxime

Nome Original: Matthias et Maxime
Direção: Xavier Dolan
Elenco: Gabriel D' Almeida Freitas, Xavier Dolan, Anne Dorval, Pier-Luc Funk, Samuel Gauthier
Gênero: Drama
Produtora: Sons of Manual
Distribuidora: ?
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar