O Rei Leão, o novo “live action” da Disney?

O Rei Leão é o mais recente live action da Disney. Simba (voz de Donald Glover na versão original e de Ícaro Silva na dublagem brasileira) é um filhote de leão, que um dia vai herdar o reino de seu pai, Mufasa (James Earl Jones/Saulo Javan).

Até que um dia, seu invejoso tio Scar (Chiwetel Ejiofor/Rodrigo Miallaret) arma para matar Mufasa e tomar o reino, acusando Simba de ter assassinado o próprio pai. Simba foge do reino e encontra com Timão (Billy Eichner/Ivan Parente) e Pumba (Seth Rogen/Glauco Marques).

Mufasa em O Rei Leão
Mufasa

Um clássico

Parece até meio sem sentido explicar a sinopse de O Rei Leão já que o desenho de 1994 é um dos maiores clássicos da Disney, mas na onda de remakes em live action que às vezes mudam a história é sempre bom ressaltar.

O Rei Leão é diferente dos live actions mais recentes da Disney que alteram ligeiramente a história ou dão uma modernizada em alguns aspectos. O longa é a cópia exata do desenho original. É natural que a Disney tenha pensado assim, afinal, O Rei Leão é ainda hoje um dos filmes mais amados da empresa. Nele há uma certa realidade em relação ao comportamento dos animais. Sua trama não tem nenhum aspecto que hoje em dia cairia mal ou que está ultrapassada (como o fato de Jasmine precisar casar para reinar o país onde seu pai é o sultão, em Aladdin) e a sua história é inspirada em Hamlet, de Shakespeare.

Simba
Simba

À primeira vista parece que O Rei Leão não precisa de nenhuma mudança mesmo. Mas a partir do momento que se resolve fazer um remake, seria interessante acrescentar coisas novas. Se não, poderíamos ficar com o filme original mesmo. No entanto, para os fãs mais fervorosos, o filme funciona muito bem, uma vez que é uma cópia cuspida e escarrada do original.

Animais realistas

O grande diferencial de O Rei Leão é a aparência dos animais. Embora a produção original tenha feito uma extensa pesquisa para fazer o primeiro filme, havia as restrições de época, desenho e tecnologia. Além disso, as animações muitas vezes prezam mais pela aparência e pelas cores do que pela realidade.

Scar espanta Simba do reino em O Rei Leão
Scar espanta Simba do reino

O live action de O Rei Leão está mais interessado em representar a realidade. Simba, Mufasa, Nala (Beyoncé KnowlesCarter/Iza) e Scar se parecem com leões que poderiam ser vistos na natureza. Por um lado isso é interessante devido ao realismo. Por outro, algumas vezes é difícil saber quem é quem, especialmente quando você está acostumado com o original. Não que isso atrapalhe o filme, tudo está muito bem feito. Mas em alguns momentos o espectador tem a sensação de que está assistindo a um programa do Animal Planet.

Outra questão que fica é que embora o filme se denomine live action, não há nenhuma cena com humanos, tudo é feito no computador. Ou seja, O Rei Leão permanece uma animação, uma animação moderna e mais realista, mas ainda uma animação.

A animação do novo filme é mais realista
A animação do novo filme é mais realista

Scar

Nada disso é necessariamente ruim. É difícil classificar mal O Rei Leão, uma vez que ele tem uma trama extremamente interessante, é bem escrito e que em alguns momentos, soa até pesado e adulto demais para o público alvo. Esta versão causa mais ainda essa impressão, pois é mais escuro que o desenho e expõe tramas que talvez não sejam completamente compreendidas pelos mais novos. O filme também tem um dos melhores vilões dos filmes da Disney, Scar.

O Scar do filme perdeu suas características físicas clássicas, mas se tornou um leão ainda mais assustador, magro e cheio de marcas. Scar vive na sombra – tanto metaforicamente, quanto literalmente – de seu irmão, Mufasa. Se, no desenho, ele é um pouco afetado e divertido, no filme, ele é só sinistro e malvado. Isso dá mais ênfase à sua personalidade.

O filme tem as mesmas cenas do desenho
O filme tem as mesmas cenas do desenho

A trama que o filme apresenta também é interessante. Acompanhamos Mufasa, um rei justo e que presa por seu reino, sofrer um golpe de estado arquitetado por seu irmão. Assim que Scar chega ao poder, passa a pensar apenas nele mesmo e esquece do reino. O Rei Leão é um filme que pode se comunicar com diversas revoluções e golpes de estado e, à sua maneira, falar de política.

Aspectos técnicos de O Rei Leão

O longa foi inteiramente (e muito bem) feito no computador. Os animais são extremamente realistas, a ponto de parecerem animais de verdade filmados na natureza. O filme também parece ter se preocupado em reproduzir paisagens da África, que são muito bonitas e colocam o espectador dentro da trama.

A maior preocupação da produção, no entanto, é em relação aos novos dubladores escolhidos. Todos os atores que dublam leões são de ascendência africana, diferentemente do que aconteceu na animação antiga. James Earl Jones inclusive, reproduz seu papel de Mufasa.

Zazu e Simba em O Rei Leão
Zazu e Simba

Chiwetel Ejiofor se sai muito bem como Scar e se iguala a performance de Jeremy Irons na animação original. Outra dublagem que também chama atenção é a de Seth Rogen, que dá voz a Pumba, muito divertida e completamente dentro do personagem.

As músicas

O Rei Leão continua sendo um musical e sua trilha sonora é a mesma da animação. O filme, por sua vez, apresenta versões ligeiramente diferentes dessas músicas. Entre elas estão Hakuna Matata, Can You Feel The Love Tonight, Circle Of Live, I Just Can’t Wait To Be King, além de uma música nova, Spirit, interpretada por Beyoncé. A música tema de Scar, Be Prepared, que é uma das melhores músicas do desenho, no entanto, não é interpretada inteira, o que é uma pena e prejudica o filme, já que a música é ótima.

Nala
Nala

As músicas são interpretadas pelo elenco de dubladores, como seria em um musical com pessoas reais. Então, o que o público assiste são os animais cantando, mexendo a boca, como se fossem humanos. Isso pode soar estranho quando se começa a ver o filme, assim como os animais falando, mas é uma sensação que passa com o tempo, especialmente quando se começa a escutar as músicas.

Simba, Pumba e Timão
Simba, Pumba e Timão

O Rei Leão é um bom filme e nem poderia ser diferente. Repleto de nostalgia, certamente vai agradar aos fãs e provavelmente criar novos fãs. Talvez ele seja um pouco desnecessário, uma vez que não é exatamente um live action e que não acrescenta nada ao desenho, que já é ótimo.

O filme entrou em cartaz no dia 18 de julho.

O Rei Leão

Nome Original: The Lion King
Direção: Jon Favreau
Elenco: Donald Glover, Beyoncé Knowles-Carter, James Earl Jones, Seth Rogen, Chiwetel Ejiofor
Gênero: Musical, Aventura, Animação
Produtora: Walt Disney Studios
Distribuidora: Disney
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar