Pretty Baby, livro de William Harrison

A vida em bordel pelos olhos de uma criança

Pretty Baby se passa em 1917, em New Orleans, quando a prostituição ainda era legal por lá. O livro é centrado em um bordel, aonde Hattie vive e trabalha. Ela acabou de dar à luz um bebê e tem uma filha de 12 anos, chamada Violet.

Um dia, o fotografo Ernest J. Bellocq chega ao local querendo fotografar as prostitutas. Ele então fica muito próximo de Violet, que se apaixona por ele.

Enquanto isso, Hattie e Madame Nell, a dona do bordel, preparam Violet para que ela seja iniciada na vida de prostituta.

Brooke Shields em cena do filme de 1978
Brooke Shields em cena do filme de 1978

A vida em um bordel

Existem muitos temas polêmicos em Pretty Baby, mas o livro tem aspectos muito realistas. Ele acompanha o dia a dia das moradoras do bordel, o que é interessante e dá ao leitor um ponto de vista não tão comum.

O livro dá um certo destaque a Violet, que mora no bordel desde que nasceu, mas que ainda olha tudo com os olhos inocentes de uma criança.

Violet é mais ou menos um mascote do local, pelo menos por enquanto. E enquanto lemos o livro ficamos conhecendo as festas, os negócios e os clientes do bordel. É um tanto perturbador, no entanto, perceber que Violet, mais cedo ou mais tarde, vai acabar trabalhando como sua mãe no bordel e esse dia está cada vez mais perto de chegar.

Violet e Hattie
Violet e Hattie

Violet

Não existe um protagonista oficial em Pretty Baby, mas é mais certo dizer que Violet se encaixaria melhor nessa categoria. Justamente por isso ela é a personagem de quem mais temos informações.

Violet nasceu no bordel e portanto, só conhece aquela vida. Para ela, tudo o que acontece ali é natural. Quando brinca com as outras crianças da região, ela faz brincadeiras muito mais adultas do que o aceitável. Em um dos momentos do livro, ela beija um menino a força, que foge de Violet porque não compreende o que está acontecendo. Violet observa o comportamento de sua mãe e das outras prostitutas com os homens, e se comporta da mesma maneira sempre que tem chance.

Brooke Shields como Violet
Brooke Shields como Violet

No entanto, apesar do seu comportamento adulto, Violet é uma criança de 12 anos que se sente renegada pela mãe. Essa sensação aumenta quando Hattie conhece um homem que se dispõe a tirá-la dessa vida e então, passa a apresentar Violet como sua irmã.

A problemática falta da família

A menina então, recorre a Bellocq, que continua no bordel tirando fotos. A relação entre os dois começa a se intensificar. Violet acredita piamente que está apaixonada pelo homem, e faz todo o possível para que ele retribua seu amor. Bellocq, por outro lado, começa a tratar Violet quase como uma filha, suprindo a falta que ela sente dos seus próprios genitores.

Em Pretty Baby acompanhamos o dia a dia em um bordel em New Orleans
Em Pretty Baby acompanhamos o dia a dia em um bordel em New Orleans

Isso não impede que a relação dos dois evolua para algo um pouco mais problemático com o tempo, mas é claro que, embora Violet acredite que o amor que existe entre ela e Bellocq seja um amor de homem e mulher, na verdade, acompanhamos uma menina perdida que busca um amor paterno.

Pretty Baby – Menina Bonita

Pretty Baby virou filme em 1978 e aqui no Brasil ficou conhecido como Pretty Baby – Menina Bonita. Dirigido por Louis Malle, o filme foi alvo de polêmica não só por seu tema, mas também porque contava com diversas cenas de nudez e de sexo de Brooke Shields, que interpreta Violet e que na época tinha apenas 12 anos. Alguns críticos até consideraram o filme pornográfico.

De fato, Pretty Baby – Menina Bonita não é um filme fácil de se assistir, primeiro porque ele reflete uma realidade que, infelizmente, ainda é verdade, segundo porque ele soa estranho aos nossos olhos do século 21 onde se fala mais abertamente sobre pedofilia e onde a nudez de uma menina de 12 anos não seria permitida em um filme.

Brooke Shields e Keith Carradine em cena do filme
Brooke Shields e Keith Carradine em cena do filme

A própria Brooke Shields já deu declarações sobre como essa sexualização precoce foi prejudicial a ela, mas ela não atribui o problema unicamente a esse filme, mas sim a relação complicada que ela tinha com a mãe, que antes do filme já tinha permitido que a filha fosse fotografada nua e em posições sensuais. Hoje em dia, mãe de duas filhas, que ela até evita mostrá-las publicamente. A atriz diz que nunca deixaria suas filhas na mesma situação em que ela esteve em boa parte da sua vida.

Se fosse hoje…

Hoje em dia esse filme dificilmente seria produzido, e isso não é uma coisa ruim. Faltou ao diretor a sensibilidade de pensar na jovem atriz que interpretaria Violet. Mas é importante lembrar o tanto de assuntos importantes que o filme traz à tona. Muito mais do que um filme (ou livro) sobre sexo, Pretty Baby denuncia a vida de uma criança, e claro, das mulheres, em um bordel e como a vida de crianças que nascem nessa situação já está quase sempre marcada.

Os personagens do filme naturalizam a pedofilia, afinal, Violet anda de maneira livre pelo bordel, irrompe no quarto enquanto as outras mulheres estão com seus clientes, assedia crianças mais novas, convive com clientes do bordel que estão claramente interessados sexualmente na menina e mais tarde, acaba presa àquela vida da mesma maneira que sua mãe, mas isso não quer dizer que o filme em si o faz. O filme denuncia o que, ainda hoje, acontece.

O elenco de Pretty Baby - Menina Bonita
O elenco de Pretty Baby – Menina Bonita

Violet em muitos momentos se porta, se veste, se maquia como uma mulher adulta, mas ela é inocente nessa situação. Culpados são os adultos que a expõem a isso e que abusam dessa situação.

No elenco do filme ainda estão Susan Sarandon como Hattie e Keith Carradine como Bellocq.

Pretty Baby é um livro que trata de temas polêmicos e indigestos, mas infelizmente ainda se faz muito necessário.

Leia também sobre a obra Lolita

Nome Original: Pretty Baby
Autor: William Harrison
Editora: Editora Civilização Brasileira
Gênero: Drama
Ano: 1979
Número de Páginas: 157

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar