Tubarão (Jaws) 1975

Impressionante como Jaws, esse filmaço de Steven Spielberg nunca envelhece e, em tempos de pandemia, dá para se fazer uma nova leitura desse clássico — que vai muito além de um “Moby Dick reinventado”.

Do político negacionista que quer manter seu cercadinho animado com fake news, até do protagonista que se cerca de pessoas experientes em cada área para resolver o problema, mesmo indo contra a maré.

Falar da genialidade de Spielberg ao transformar a falta de orçamento em solução, com o monstro do mar quase nunca aparecendo e deixando para revelá-lo somente no final (o que depois refletiria em Jurassic Park e Godzilla de 2014) é chover no molhado, mas não deixa de ser uma construção poderosa.

O mais divertido ainda é ver que Tubarão não é tão diferente de filmes de porradaria e ação dos anos 1980. Quando o herói vence o vilão, não resta mais história para contar e os créditos já podem começar a subir.

Para complementar, aqui você confere a resenha sobre o livro que inspirou o filme Jaws (Tubarão).

Tubarão (1975) JAWS Trailer LEGENDADO

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar