Verão 2003 – Uma comédia de formação

Um pouco antes de morrer, Dotty (June Squibb) resolve falar para sua família tudo que pensa deles, mas para a neta mais velha, Jaime (Joey King), ela deixa duas informações: que a batizou na igreja católica, mesmo ela sendo filha de uma mãe judia (Andrea Savage) e que ela deve aprender a fazer sexo oral.

Confusa com todas as informações que recebeu da avó e com as informações que o resto da família recebeu, Jaime precisa lidar com o luto e com a adolescência, ao mesmo tempo em que se apaixona por Luke (Jack Kilmer), um seminarista prestes a se tornar padre.

Verão 2003 – Um filme de formação

Este é, em todos os seus sentidos, um filme de formação. Acompanhamos Jaime, uma garota que tem em torno de dezesseis anos, que perde a avó, ao mesmo tempo em que vê sua vida mudar completamente.

Jaime em Verão 2003
Jaime

No seu leito de morte, a avó lhe diz que ela foi batizada na igreja católica, mesmo contra a vontade de seus pais e que a única coisa que ela precisa saber na vida é a fazer sexo oral. Para os outros membros da família, Dotty fala outras coisas. Para o pai de Jaime, Ned (Paul Scheer) ela conta que o pai dele não é quem ele pensa ser; e para o primo de Jaime, Dylan (Logan Medina) ela diz que sempre soube que o garoto era homossexual.

Claro que todas as informações que Dotty conta antes de morrer, abalam a família toda. Ned sai direto do hospital em busca do suposto pai. Já Dylan resolve que vai fugir de casa para conseguir uma “cura” para sua suposta homossexualidade.

Jaime volta a sair com os amigos, mas não consegue tirar da cabeça o que a avó falou. Então resolve ir à igreja católica, onde ela conhece Luke, por quem se apaixona. O problema é que Luke é seminarista e vai virar padre em menos de uma semana.

Luke
Luke

A adolescência

Verão 2003 aborda temas típicos da adolescência: dúvidas, primeiras experiências, primeiros amores e amizades. O filme acrescenta outros aspectos, como o luto pela morte da avó, que certamente não faz parte da experiência de todos os adolescentes, mas certamente de alguns, as questões religiosas e todos os assuntos que Dotty traz à tona quando morre.

Além disso, o filme se passa em 2003 e traz vários aspectos típicos da década, os celulares grandes, os computadores da Apple, os ídolos (Jaime tem um pôster de Orlando Bloom no quarto) e a obsessão dos adolescentes por Harry Potter (a protagonista é apaixonada e ainda tem sonhos eróticos que envolvem o livro e Luke).

Verão de 2003 tem muitos detalhes nesse sentido, que fazem com que qualquer pessoa que tenha sido adolescente nessa época se reconheça e entenda, pelo menos em parte, pelo que Jaime está passando. Claro que o filme também ressoa com os adolescentes dos dias de hoje, afinal, ser adolescente é uma experiência meio que universal, não importa se você conversa no MSN ou no WhatsApp.

O filme Verão 2003 aborda temas típicos da adolescência
O filme aborda temas típicos da adolescência

Religião

Outro assunto importante em Verão 2003 é a religião, Jaime é filha de um homem católico com uma mulher judia. Sua avó paterna, Dotty, não gostava de sua mãe justamente por ela ser judia, e batizou a menina contra a vontade dos pais e sem ninguém saber.

Os pais dela aparentemente não são religiosos, por isso, a menina não tem nenhum contato com religião nenhuma, até o dia em que a sua avó lhe conta sobre o batismo. Jaime então passa a se questionar e resolve ir na igreja, onde conhece Luke.

O filme não entra muito a fundo nos questionamentos sobre religião, mas não é à toa que Jaime se apaixona por um seminarista, quando é judia e tem pouco contato com religião. Depois que conhece Luke, Jaime começa a frequentar a igreja toda semana, o que deixa a sua mãe confusa. Mas claro que a religião é um dos muitos questionamentos que surgem na adolescência, quando começamos a pensar por nós mesmos e nos afastar dos costumes religiosos das nossas famílias.

Jaime tem que lidar com o luto
Jaime tem que lidar com o luto
Aspectos técnicos

Verão 2003 se vende como um filme de comédia, quase um besteirol adolescente. Ele começa dessa maneira, afinal, tem alguma graça absurda em ouvir uma velhinha no seu leito de morte falando explicitamente sobre sexo oral mas, com o tempo, o longa mostra que não é uma comédia pastelão. Claro ainda existem cenas cômicas e muitos aspectos de comédias adolescentes no estilo de American Pie: A Primeira Vez é Inesquecível, mas ele parece mais preocupado em mostrar as dúvidas e o crescimento de Jaime.

Dylan e Jaime em Verão 2003
Dylan e Jaime

O filme tem uma boa direção de arte, os cenários e os figurinos nos levam diretamente para os anos 2000, sem que isso seja caricato. Ou seja, quem foi adolescente ou viveu nos anos 2000, vai reconhecer a ambientação na hora. Quem não viveu os anos 2000, ainda vai conseguir se relacionar com as questões de Jaime.

Joey King também se sai muito bem no papel principal, sua atuação é profunda e o telespectador de fato crê nos problemas e nas questões de Jaime. Também é fácil simpatizar com a protagonista, o que faz com que o telespectador fique preso no longa.

Verão 2003 é uma comédia adolescente e se vende como tal, mas também é bem competente em falar sobre as dúvidas e as questões que circundam a adolescência.

Verão 2003

Nome Original: Summer '03
Direção: Becca Gleason
Elenco: Joey King, Jack Kilmer, June Squibb, Paul Scheer, Andrea Savage
Gênero: Drama, Comédia
Produtora: Big Cat Productions, Summer 03 Film
Distribuidora: Blue Fox Entertainment
Ano de Lançamento: 2018
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar