Vocaloid – um cantor em uma caixa

Sabe quando você não tem muito o que fazer e então começa a caçar coisas na internet? Até que, no meio do garimpo, você cai de paraquedas num assunto aleatório que lhe desperta curiosidade? Pois, então, foi mais ou menos assim que fiquei sabendo sobre Vocaloid, uma brisa muito doida inventada pelos orientais (é óbvio), que se resume a uma produção de artistas musicais não humanos.

O resultado disso nem é tão estranho assim. Conhecemos algumas bandas virtuais que utilizam da mesma estrutura, como o Gorillaz, uma banda formada por 4 desenhos animados ou Crazy Frog ou Alvin e Os Esquilos, (a galinha pintadinha kkkk).

Gorillaz

Bom, a verdade nua e crua é que nem todos nasceram com o dom do canto, mas a força do investimento e o de$ejo de se tornar um astro da música fizeram com que estúdios começassem a pensar em alguma solução para esse pequeno probleminha.

Vocaloid

E assim começaram a brotar softwares com a capacidade de correção para falta de talento do povo, assim como o ProTools. Ali, a matemática dos algoritmos conseguia corrigir alguns tons desafinados. Mas como esse programa sozinho não dava conta, bolaram um plugin chamado AutoTune para dar um upgrade nos erros de afinação, ou seja, transformando algo horrível em algo nem tão ruim assim.

Só que a brincadeira começou a ir um pouco longe demais, a ponto dos produtores começarem a pensar em alguma ferramenta onde pudessem ter um controle sobre a arte produzida, afinal de contas, por que ao invés de corrigir imperfeições sonoras de artistas ridículos não passamos a produzir uma figura de artista que já traga essa qualidade sonora? Que tal bolarmos um software que já crie o Frankenstein por completo?

Vocaloid

Foi então que em março de 2000 a Yamaha Corporation iniciou o desenvolvimento do Vocaloid, um software de síntese de voz que permite aos usuários sintetizar (cantar) digitando letras e melodia. Ele usa a tecnologia de sintetização com vocais especialmente gravados de atores de voz ou cantores.

Olha que fácil!

Assim, para criar uma música, o usuário deve inserir a melodia e letra. Uma interface do tipo rolo de piano é usada para inserir a melodia e as letras podem ser inseridas em cada nota. O software pode mudar a velocidade das pronúncias, adicionar efeitos como vibrato, ou alterar a dinâmica e/ou tom da voz.

Existem muitos artistas não humanos já produzidos na Vocaloid e entre eles posso destacar: Lola, Leon, Miriam, Meiko, Kaito, Hatsune Miku, Kagamine Rin & Len. Mas pera, segura a onda. Antes que tu fique empolgado com o Vocaloid, por enquanto só existe nas versões em inglês e japonês, mas como o brasileiro é um ser totalmente fora do racional, sem dúvida ainda vão conseguir crackear essa merda e vai brotar funk robótico até dos bueiros.

Sabe onde você pode ouvir música Vocaloid tocando na internet (além do youtube)? Na minha, na sua, na nossa Rádio Vitamina Nerd, eeeeeeeeeeeee \o/. E não só músicas e Vocaloid japonesa, como aberturas de animes, trilha sonora de jogos e muita coisa legal. Acesse e compartilhe, meu velho sábio chinês! Saudações humanoides.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar