13 Reasons Why (4ª Temporada) – Finalmente, o final

Ou "enfim, o fim"

Depois da morte de Bryce Walker (Justin Prentice), Clay Jensen (Dylan Minnette) e seu grupo de amigos conseguiram culpar Monty De La Cruz (Timothy Granaderos), que foi assassinado na cadeia, e inocentar Alex Standall (Miles Heizer), mas ainda lidam com todos os problemas e traumas dos últimos três anos.

Perto de se formarem e tentando seguir a vida, eles se deparam com mais um problema: a chegada de Winston William (Deaken Bluman), ex-amante de Monty, que estava com ele na noite da morte de Bryce e, portanto, sabe que Monty é inocente e quer descobrir quem é o verdadeiro culpado.

Traumas – 13 Reasons Why (4ª Temporada)

É verdade que um dos grandes temas de todas as temporadas de 13 Reasons Why são os traumas que circundam esse grupo de adolescentes. A primeira temporada era focada no suicídio de Hannah Baker (Katherine Langford) depois de um estupro e na reação do seu grupo de amigos a isso. A segunda e a terceira temporada apresentavam mais uma série de traumas derivados ainda do suicídio de Hannah.

13 Reasons Why (4ª Temporada) é também a última
A quarta temporada é também a última

Na quarta e última temporada, esses jovens já sofreram tudo que poderiam – o que não impede que os roteiristas os façam sofrerem ainda mais – e estão lidando com as consequências e com os traumas de tudo isso.

Clay, o protagonista, está claramente perturbado. Sua personalidade muda drasticamente nessa temporada e ele se torna fechado, assustado e grosseiro e passa a afastar seus amigos. Clay é dado a ter visões de pessoas mortas desde a primeira temporada, quando ele se comunicava com Hannah, nessa temporada, no entanto, ele começa a ver seus algozes Bryce e Monty, que ao contrário de Hannah, aparecem apenas para fazê-lo se sentir mal.

E quem mais?

Clay não é o único que vê os dois vilões da série. Jessica Davis (Alisha Boe), que foi estuprada por Bryce, também o vê com uma certa frequência, quase como em uma metáfora para dizer que ela nunca vai estar completamente livre do seu estuprador; e Alex, que assassinou Bryce, se sente culpado o tempo todo e tem visões de sua vítima.

Diego, Charlie e Justin
Diego, Charlie e Justin

Outros personagens demonstram comportamentos estranhos e até perigosos. Zach Dempsey (Ross Butler), que quebrou a perna de Bryce na noite do seu assassinato, teve sua futura carreira no futebol americano destruída e agora bebe e não se preocupa mais com o futuro, enquanto Tyler Down (Devin Druid) lida com a recuperação de seu próprio abuso e da sua tentativa de cometer um massacre na escola.

Winston

O que movimenta a trama da quarta temporada de 13 Reasons Why, no entanto, é a chegada de Winston. O personagem apareceu anteriormente na terceira temporada, onde ele teve um encontro sexual com Monty, que não terminou bem, já que Monty não era assumido e tinha vários comportamentos homofóbicos e violentos.

Winston sabe que Monty não matou Bryce, uma vez que os dois estavam juntos na noite do assassinato e se transfere para a escola onde a trama se passa com o intuito de descobrir quem matou Bryce. A única pessoa que sabe do passado de Winston e que desconfia das suas intenções é Ani Achola (Grace Saif), que de alguma maneira, sempre sabe de tudo. Por isso, Winston consegue se misturar com os alunos da escola de maneira satisfatória e chega a ficar amigo de Tyler e ter um envolvimento romântico com Alex.

13 Reasons Why (4ª Temporada) está focada em finalizar as tramas de seus personagens
A temporada está focada em finalizar as tramas de seus personagens

Winston salva?

E é justamente a chegada de Winston que causa a maioria dos eventos da trama, já que ele está disposto a provar que Monty é inocente e, com isso, vai se embrenhando entre as pessoas que ele acredita que podem ser culpadas pelo assassinato de Bryce. É fato que depois da morte de Hannah e dos grandes vilões, a quarta temporada precisava de algum grande mistério que movesse seus personagens, mas a motivação de Winston, se pensada a fundo, é meio sem sentido.

Winston é um personagem interessante e, em certa medida, bem construído. Ele se mescla facilmente entre os adolescentes, é retratado como divertido, confiante e como alguém que, aparentemente, é abertamente gay. Ele não demonstra ter qualquer problema com sua sexualidade, tanto que flerta com Alex, mesmo quando o segundo ainda se diz heterossexual, e serve mais ou menos como um guia para que Alex assuma a sua própria sexualidade. Por isso, parece meio absurdo pensar que ele se tornaria tão obcecado por Monty, um jovem com quem ele teve um caso e que o espancou depois porque não conseguia se assumir, a ponto de mudar de escola para investigar o crime que Monty supostamente cometeu.

Relacionamentos e decepções

Mesmo em frente a muitos problemas, esses adolescentes ainda se relacionam romanticamente e esse é um tema bem importante na série. Clay e Ani começam a temporada como namorados, mas ele está tão traumatizado e tão consumido por tudo que aconteceu que o casal acaba enfrentando crises no relacionamento.

Sem muito assunto, 13 Reasons Why cria diversas subtramas sem sentido
Sem muito assunto, 13 Reasons Why (4ª Temporada) cria diversas subtramas sem sentido

Já Jessica segue apaixonada por Justin Foley (Brandon Flynn), que foi adotado pelos pais de Clay e tenta se manter sóbrio, mas ainda não consegue lidar com seu estupro e nem com o fato de Justin ter permitido que Bryce a estuprasse. A série finalmente desistiu de manter o triângulo amoroso sem graça entre Justin, Jessica e Alex. A relação de Jessica e Justin, no entanto, é interessante, complexa e nem parece fazer parte de uma série voltada para o público adolescente.

Algumas mudanças

Alex, que nessa temporada desencanou completamente de sua ex-namorada, Jessica, está descobrindo sua sexualidade e primeiro se interessa por Winston, que funciona como um elemento necessário para que Alex consiga finalmente se entender e depois começa uma relação com Charlie St. George (Tyler Barnhardt), um aluno mais novo que só apareceu nessa temporada.

A descoberta da sexualidade soa plausível, mesmo que o telespectador não tenha tido nenhuma pista disso anteriormente, porque esses personagens são adolescentes e faz sentido que eles estejam se descobrindo.Fica claro, no entanto, que isso entrou no roteiro porque o triângulo amoroso original do qual Alex fazia parte não funcionava e nem agradava o público. Charlie é um personagem pouco profundo, que nunca fica chateado, é gentil com todos, não desiste de Alex mesmo quando ele o afasta e parece ser a única pessoa nessa série que nunca comete erros, mas o romance dos dois é bonitinho e convence o público, sendo uma das poucas coisas divertidas dessa temporada.

Justin e Clay
Justin e Clay

Como a ideia dessa temporada é fechar tramas e reparar arestas, Tyler também se mostra interessado por Estela de la Cruz (Inde Navarrette), irmã de Monty, que é completamente diferente do vilão.

Aspectos técnicos de 13 Reasons Why (4ª Temporada)

Uma vez que a primeira temporada é inspirada no livro Os Treze Porquês, de Jay Asher, e que a partir da segunda temporada os acontecimentos passaram a ser responsabilidade apenas dos roteiristas, é de surpreender que a série tenha durado quatro temporadas. É óbvio que a atração já vinha patinando e criando subtramas absurdas há um tempo, mas isso fica explícito nessa última temporada.

A única coisa que movimenta a série é a chegada de Winston - 13 Reasons Why (4ª Temporada)
A única coisa que movimenta a série é a chegada de Winston

Como nas anteriores, a quarta temporada também é narrada do futuro, dessa vez por Clay, que está frequentando sessões de terapia e contando tudo que aconteceu com ele no último ano. As temporadas anteriores se seguravam porque tinham mistérios a serem desenvolvidos, mas a quarta temporada não pode se dar a esse luxo, afinal, já sabemos porque Hannah se matou, já sabemos todos os segredos dos personagens e já sabemos quem matou Bryce. A única coisa que nos resta é torcer para que Winston não descubra que Alex é o assassino.

Vale a pena?

A série investe na trama de Winston e deixa o telespectador se perguntando, por exemplo, se ele é mesmo amigo de Tyler e se ele está mesmo interessado em Alex, ou se ele só quer se aproximar dos dois para descobrir os segredos que eles guardam, mas além disso, a série joga todos os tipos de situações possíveis para deixar o telespectador preso: tiroteios na escola, revolta contra a polícia, HIV, alcoolismo e claro, mais mortes.

Alex e Charlie
Alex e Charlie em 13 Reasons Why (4ª Temporada)

Nada funciona muito bem e é notável que o assunto principal da trama se foi faz tempo. Talvez a produção consiga prender os telespectadores nas subtramas de seus personagens, que são, em maior ou menor medida, mais acertadas que a trama central, mas a série já não tem nada a dizer há um tempo e, assim como nas temporadas anteriores, passa informações incorretas sobre depressão e distúrbios pós traumáticos.

A quarta temporada de 13 Reasons Why tenta fechar as pontas soltas da série e dar finais felizes para seus personagens, mas abre mais portas e mais janelas que ela mesma não é capaz de fechar. Para uma série que tinha como intenção alertar os adolescentes – e possivelmente seus pais – sobre questões como depressão, suicídio e abuso sexual, 13 Reasons Why é uma grande bagunça, com personagens carismáticos, que em busca de audiência apela para o sensacionalismo, mas se preocupa muito pouco em passar informações corretas ou com o bem-estar de sua jovem audiência. A série completa está disponível na Netflix.

13 Reasons Why: Temporada Final | Trailer oficial | Netflix

13 Reasons Why (4ª Temporada)

Nome Original: 13 Reasons Why
Elenco: Dylan Minnette, Grace Saif, Christian Navarro, Alisha Boe, Brandon Flynn
Gênero: Drama
Produtora: Anonymous Content, Paramount Television
Disponível: Netflix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar