Lemonade Mouth – Mais um musical da Disney

Olivia White (Bridgit Mendler), Wen Giffordes (Adam Hicks), Stella Yamada (Hayley Kiyoko), Mo Banjaree (Naomi Scott) e Charlie Delgado (Blake Michael) vão parar na detenção da escola por vários motivos. Uma vez lá, o grupo, entediado, começa a tocar os instrumentos que estão na sala. Enquanto Olivia canta, a professora de música assiste e sugere que eles formem uma banda e se inscrevam em um concurso que vai acontecer na cidade e onde outra banda da escola, Mudslide Crush, também vai participar.

Os quatro gostam da ideia e começam a ensaiar e quando descobrem que a máquina de limonada que eles adoram vai ser retirada da escola, resolvem batizar a banda de Lemonade Mouth como forma de protesto.

Enquanto eles se preparam, precisam enfrentar os insultos da outra banda, seus colegas de classe e suas famílias disfuncionais, que nem sempre aceitam o que eles desejam.

A banda Lemonade Mouth
A banda

Os invisíveis

A ideia por trás de Lemonade Mouth é retratar adolescentes que não são populares, diferentemente do que acontece em vários musicais da Disney. Aqui acompanhamos quatro personagens que são praticamente invisíveis na escola e que em uma trama que lembra o clássico O Clube dos Cinco, acabam na detenção. O telespectador não fica sabendo como eles foram parar lá porque isso não é importante para a trama.

O que interessa é que o grupo se conhece e começa a tocar os instrumentos que estão na sala e, a partir daí, resolvem criar uma banda.

É óbvio que embora o roteiro tente parecer diferente e inovador, existe uma série de filmes que retratam personagens não populares, uma vez que é muito mais fácil se reconhecer e se afeiçoar a eles do que a personagens que parecem não ter problemas e que exalam confiança, especialmente se você é adolescente, certamente o público alvo de Lemonade Mouth. O longa, no entanto, até tem algumas ideias criativas e apresenta uma gama de personagens de etnias diferentes, o que é interessante: Stella tem ascendência japonesa, Charlie tem ascendência latina e Mo é filha de indianos.

O longa acompanha jovens interessados em música
O longa acompanha jovens interessados em música

As famílias

Outro ponto interessante do filme e que pode causar reconhecimento na audiência é a relação dos quatro personagens principais com suas famílias. Como acontece com todo adolescente que está tentando se entender e encontrar o seu lugar no mundo, os personagens de Lemonade Mouth estão constantemente em conflito, em maior ou menor medida, e muitas vezes, com seus pais. A banda faz com que esses conflitos aumentem.

Para além disso, o filme retrata uma série de famílias bem específicas e que são, em alguns casos, disfuncionais. Wen não aceita a nova namorada (Ariana Smythe) de seu pai (Bob Jesser), Mo se sente pressionada a ser a “filha indiana perfeita”, Stella se sente burra perto dos outros familiares que sempre tiveram notas altas e Olivia não fala com seu pai, que está preso.

Lemonade Mouth não só fala de questões e angústias comuns a todos adolescentes, como também apresenta casos específicos que retratam questões não tão comuns.

Os números musicais acontecem no palco ou em ensaios - Lemonade Mouth
Os números musicais acontecem no palco ou em ensaios

As músicas

As músicas que fazem parte da trilha sonora foram compostas especialmente para o filme e entre elas estão Turn Up the Music, And the Crowd Goes, Here We Go, She’s So Gone e Breakthrough.

O elenco canta em cena, mas o filme não é um musical clássico, já que as músicas são executadas no palco ou em ensaios; não existe, por exemplo, nenhuma coreografia no filme e, embora as músicas geralmente digam respeito à acontecimentos da trama, elas não empurram o roteiro para frente e nem funcionam como diálogos que expressam os pensamentos e sentimentos de seus personagens.

Uma das melhores apresentações musicais é a da música She’s So Gone, interpretada por Naomi Scott, que é em um show da banda, mas diz respeito à sua relação com seu ex-namorado, Scott (Nick Roux).

Lemonade Mouth se vende como diferente, mas é bem parecido com outros filmes do gênero
Lemonade Mouth se vende como diferente, mas é bem parecido com outros filmes do gênero

Aspectos técnicos de Lemonade Mouth

Este é mais um filme musical da Disney, que vem na esteira de High School Musical. Depois do sucesso do filme de 2006 e de suas continuações, a Disney apostou no gênero e tentou emplacar mais uma série de filmes com temáticas relativamente parecidas e voltados para o público infanto-juvenil. Nenhum fez tanto sucesso quanto High School Musical, mas as tentativas não só apresentaram uma nova geração ao gênero musical, como também aumentaram a popularidade do estilo.

Lemonade Mouth até se vende como um filme diferente, mas aborda temas bem parecidos com os outros musicais desse estilo e que são voltados para essa faixa etária: também tem protagonistas jovens que estão envolvidos com música. Talvez não seja extremamente parecido com High School Musical, que se passa no universo do teatro musical, mas lembra muito High School Band, que também tem uma banda formada por adolescentes tímidos e invisíveis, que pretende participar de um festival.

Hayley Kiyoko em cena do filme
Hayley Kiyoko em cena do filme

Os musicais da Disney, geralmente tem um elenco jovem que acaba até se sobressaindo no gênero depois, e aqui não é diferente. Naomi Scott depois interpretou Jasmine em Aladdin e está ótima no longa e Hayley Kiyoko atualmente é cantora. Bridgit Mendler, a protagonista, não fez muita coisa depois, mas se sai bem como Olivia.

Lemonade Mouth não é nenhum grande filme e nem pode ser considerado um dos melhores musicais da Disney, mas é um filme divertidinho, que pode ser um bom passatempo e que certamente agrada os jovens que começam a se interessar pelo gênero, mas ainda não conhecem muita coisa.

Lemonade Mouth - Trailer

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar