Jojo Rabbit, um Führer no jardim de infância

Se baseando no livro de Christine Leunens, o já renomado Taika Waititi usa da mesma identidade infanto-juvenil do gracioso “A Incrível Aventura de Rick Baker”, com os elementos nonsenses típicos de sua obra-prima máxima, “O Que Fazemos nas Sombras”, fazendo de Jojo Rabbit uma versão nazista e menos hipster de “Moonrise Kingdom”, de Wes Anderson, principalmente na estética, embalando a obra com interpretações alternativas de alguns clássicos do rock (como Beatles em alemão), deixando tudo mais cool e descolado da realidade, em um filme honestamente hilário, ainda que não isento de horrores.

Jojo Rabbit

Roman Griffin Davis é provavelmente a criança mais fofa da Hollywood atual (talvez apenas Archie Yates o supere). Ele consegue, com seu Jojo, transmitir teimosia, ternura e bravura num mesmo papel, que depois se abre para a tragédia iminente, nessa jornada sem surpresas, com desfecho inevitável.

Jojo Rabbit

Scarlett Johansson não está no seu melhor trabalho (esse ainda é “História de um Casamento”), mas surpreende com a mãe dualista repleta de boas intenções, responsável pelos momentos mais tenros do enredo; à medida que o próprio Waititi, caracterizado perturbadoramente como Hitler, o amigo imaginário do protagonista, faz uso de sua origem maori e judaica para debochar ainda mais dos absurdos nazistas. Assim, ele acerta com um humor negro e sagaz em todos os momentos onde uma piada é passível de encaixe.

Nesse sentido, o elenco de apoio também contribui bastante para abrir risos absurdos, como Sam Rockwell (um capitão hitlerista que não é o que parece); Alfie Allen (divertidamente afetadíssimo) e Thomasin McKenzie (o outro coração do filme).

Dessa maneira inteligente, sensível e pontual, o diretor cria cenas impagáveis (como Hitler e Jojo correndo em slow-motion pelo acampamento), sequências impressionantes (com a invasão americana no clímax) e momentos marcantes (como uma morte em especial ou o jantar “em família”), distribuindo para todos os personagens momentos de brilho próprio, à medida que cobre parte dos horrores da guerra com um edredom bem costurado e de estampa bonita, fazendo de Jojo Rabbit um filme incrivelmente agradável e gostosinho de se ver, com uma mensagem positiva de empatia, solidariedade e esperança, mesmo após o caos.

Jojo Rabbit | Trailer Oficial | Legendado HD

Jojo Rabbit

Nome Original: Jojo Rabbit
Direção: Taika Waititi
Elenco: Roman Griffin Davis, Thomasin McKenzie, Scarlett Johansson, Taika Waititi, Sam Rockwell
Gênero: Comédia, Drama, Guerra
Produtora: TSG Entertainment
Distribuidora: 20th Century Fox
Ano de Lançamento: 2019
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar