Mob Psycho 100 – Segunda temporada

Com a temporada de retorno e estreias de animes no inverno japonês, podemos ver uma grande renovação e estreias interessantes como: Goblin Slayer e Tate no Yuusha No Nariagari (O Herói do Escudo), Dragon Ball Super: Broly (não é bem uma estreia, mas como é um filme, né…) e no finalzinho do inverno japonês ainda temos a 2ª temporada de One Punchman. Mas, um retorno que, para mim, era o mais esperado, é sem dúvida Mob Psycho 100.

Menos Mob, mais Reigen em Mob Psycho 100

Talvez um dos pontos que realmente me fizeram curtir a primeira temporada, além, é claro, do humor absurdo, é, de fato, o personagen Reigen. Mestre e patrão do Mob, de início ficava na cara que ele era um charlatão. Mas com o decorrer dos episódios ele nos propiciou os momentos mais engraçados do anime. Com a nova temporada podemos nos aprofundar um pouco mais nesse “””telepata”””.

A temporada nos mostra um pouco mais do passado de Reigen e entendemos os motivos dele ser como é. As coisas parecem ter mudado para ele já que seu pupilo tem ficado menos tempo preocupado em treinar a telepatia. Um dos capítulos é dedicado exclusivamente para Reigen e isso é um prato cheio para a utilização do humor escrachado.

Adversários à altura, Mob?

De fato, um dos pontos de observação do mangaká One (também criador de One Punchman) é o poder absurdo e sem proporções dos seus protagonistas. Vemos isso em Saitama e também em Mob. No entanto, nessa segunda temporada as coisas parecem um pouco mais complicadas. Mob tem suas forças em algum momento equiparadas com os diversos vilões/espíritos. Inclusive, eu considero que ele perdeu uma batalha em determinado episódio (isso com força máxima).

O fato de isso acontecer deixou o anime com um pouco mais de suspense, afinal vimos o telepata mais poderoso do mundo apanhar feio. Houve uma construção de enredo mais ousada a partir da metade da temporada, onde podemos ver o quão longe vai a questão da organização criminosa Garra. Lembramos que foi facilmente derrotada na primeira temporada, no entanto nos apresentou um dos vilões mais interessantes do anime até agora. Mob Psycho 100 também mostra que não estamos vivendo somente com telepatas clandestinos, afinal o governo está metido nisso também.

O que está sentindo, Mob?

Mob Psycho 100

Mob sempre foi retratado como um garoto que não entende bem os próprios sentimentos. Em alguns momentos, parece que é uma casca vazia pronta para receber tudo que o mundo lhe dá. Positivamente ou não. Na segunda temporada Mob estará com grandes dúvidas sobre a vida e seus sentimentos, seus familiares, amigos e, pasmen, namorada!!

Em constraste com a vida de Reigen, Mob tem em sua trajetória um caminho que leva às amizades mais inusitadas. Isso tem feito com que ele perca o controle e, ao mesmo tempo, que esteja consciente. O anime mostra de forma excelente, em poderes, essas mudanças sentimentais de Mob.

Lute, Mob!

Mob Psycho 100

As lutas são, de longe, as melhores coisas que temos no anime. Não somente por demonstrar em outros personagens a superação, mas também a superação do protagonista. Como são mostrados outros telepatas aliados e inimigos as lutas não ficam apenas com Mob, mas também veremos mais de Reigen e Covinhas (esse personagem salvou Mob incontáveis vezes por aqui!). As lutas são muito bem desenhadas demonstrando o imenso poder de destruição do elenco, deixando tudo mais interessante, animado, dramático e engraçado.

Mob veio para sua segunda temporada mostrar que não está de brincadeira. O enredo ficou muito melhor, a exploração dos personagens foi feita de um jeito que não ficou tedioso ou desnecessário, a cada final de episódio você fica pensando no próximo. Então podemos dizer que a segunda temporada deu mais que uma renovada na obra de One.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar