A Costureira de Sonhos, de Rohena Gera

A Costureira de Sonhos é um longa que conta a história de Ratna (Tillotama Shome), uma viúva humilde que migra de uma vila para Mumbai, para ganhar vida como empregada doméstica na casa de Ashwin (Vivek Gomber), um homem de família rica. Ashwin, parece estar um pouco perdido sobre seus objetivos após o cancelamento de seu casamento.

A moça, com um ar muito otimista, mostra ao rapaz que, mesmo tendo ficado viúva aos 19 anos, e estando sozinha na cidade grande, ela não perdeu a esperança. Ainda tem muito caminho a ser trilhado. Enquanto ele mostra uma vida medíocre e sem grandes emoções.

Muito humilhada com a situação da viuvez prematura, pois casou-se sem saber que o noivo estava doente, (vindo a falecer 2 meses após o casamento), Ratna não desiste do sonho de ser estilista. Ela se empenha tentando aprender o ofício com a ajuda de terceiros, que no fim das contas só a exploram. Enquanto isso, concilia a jornada com seu emprego de doméstica, autorizada por seu patrão.

Ratna e Ashwin em A Costureira de Sonhos
Ratna e Ashwin

A Costureira de Sonhos

O longa mostra a distância imposta pela cultura, entre eles. Enquanto Ashwin é um homem estudado, que já morou no exterior, e com alto poder aquisitivo, Ratna luta pra viver com o mínimo de dignidade. Ela mantém certo distanciamento em relação a Ashwin, entretanto, ele parece não se importar com a diferença social entre eles, e a ajuda nos estudos de costureira.  Além de algumas investidas românticas.

A produção conta um romance difícil e cheio de armadilhas da vida. A Costureira de Sonhos contém também muitas cenas ricas da cultura indiana, danças, costumes e festas, além da realidade da periferia e o contraste com a riqueza de Mumbai. Apesar de algumas cenas tremidas, e gravadas em lugares escuros, a fotografia é muito bonita. Além da trilha sonora, que conta com muitas músicas indianas e letras motivacionais.

Curiosidades

De maneira singela, o filme traz a mensagem de liberdade sobre a cultura indiana, que é tão rígida até hoje. Em referência a isso, o nome original do filme é “Sir”, maneira que mostra poder, e forma como Ratna trata Ashwin o tempo todo, mesmo que ele insista para o contrário.

Ratna quer realizar o sonho de ser estilista em A Costureira de Sonhos
Ratna quer realizar o sonho de ser estilista

Há outras curiosidades também, como por exemplo, ela não repetir o sari, traje indiano usado pelas mulheres. Além disso, a forma que ela o veste, amarrando na cintura. Esse gesto jamais seria usado por uma mulher da alta sociedade por ser feito apenas por mulheres que fazem serviços pesados ou de limpeza, o que garante não tropeçar ou sujar as peças.

O filme tem direção e roteiro de Rohena Gera, uma das poucas roteiristas mulheres na Índia, o que faz a visão sobre tais desafios mudar, e mostra de uma forma mais humana e encorajadora o que Ratna enfrenta. A Costureira de sonhos é um filme muito bonito, e com tema encorajador e audacioso. Ótimo para assistir a dois e se encantar. Entra em cartaz hoje, dia 23 de maio, nas salas de cinema de rua Reserva Cultural e CineSala.

A Costureira de Sonhos

Nome Original: Sir
Direção: Rohena Gera
Elenco: Ahmareen Anjum, Vivek Gomber, Geetanjali Kulkarni, Tillotama Shome
Gênero: Drama, Romance
Produtora: Ciné-Sud Promotion
Distribuidora: Imovision
Ano de Lançamento: 2018
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar